Na boca da noite

A poesia invadiu almas e corações e iluminou a aconchegante pracinha defronte da Unimed na boca da noite de ontem. Um dos momentos de mais alegria e emoção foi o retorno de César Bernado ao Movimento.
Eis algumas imagens:

César Bernardo foi reverenciado pelos poetas e amantes da poesia no seu retorno ontem ao grupo. César participa e incentiva o Movimento Poesia na Boca da Noite desde que foi criado em janeiro deste ano. Enfrentando sério problema de saúde, o poeta afastou-se por um tempo para cuidar-se. Ontem voltou, trazendo no rosto um belo sorriso e nos fazendo imensamente felizes com sua volta. É tão bom tê-lo de volta. É tão bom vê-lo bem disposto e declamando. É tão bom abraçá-lo, beijá-lo e receber em troca seu terno olhar, seu sorriso, seu afeto…

Astrid Maria declama divinamente bem Olavo Bilac e todos aplaudem

O jornalista Fernando França estreou no Movimento declamando uma poesia de sua própria autoria escrita especialmente para este encontro de poetas e amantes da poesia

Poeta e músico Raule Assunção encantou dando um show de declamação

O conceituado chef Dom Garcia ontem colocou a gastronomia em segundo plano e dedicou-se à poesia

    • Sexta-feira, dia 29, estaremos na Praça Cívica de Santana e queremos contar com sua participação.
      Ajude a divulgar aí Santana. Convide todos seus amigos poetas e amantes da poesia.
      Se precisar de mais informações entre em contato comigo pelo email [email protected]

  • Eu queria deixar o meu depoimento aqui através desse blog, o quanto eu fico emocionado e eternamente agradecido por todos que de uma forma ou de outra torceram pela saúde do meu Pai. Agradecer a todos que deixaram o seu recadinho aqui nessa caixinha de comentário.
    Confesso que tem sido muito difícil e muito doloroso ver o papai doente! Ter visto o meu pai em um leito de hospital da forma que vi…coisas que jamais imaginei em hipótese alguma vê-lo pelo fato dele ser muito forte e nunca ter adoecido. Mais graças a Deus e a ajuda de todos que gostam, admiram e respeitam, seus amigos, conhecidos, irmãos e nós filhos, o meu Pai está bem, se recuperando e pronto para o início do seu tratamento. Outra etapa difícil!
    O amor, respeito e principalmente a admiração que eu tenho por ele é inigualável. Espero ser a metade que ele é!

    Deus irá de ajudar a todos nós. Obrigado a todos e um grande beijo.

    Obs…infelizmente não tenho como acompanhar os meus Pais nesse projeto belíssimo da Poesia na Boca da Noite, mas sempre acompanho aqui pelo Blog.

    • Que bom Léo me encontrar aqui no Poesia na Boca da Noite justamente no dia do amigo. Você foi mais meu amigo que parente (sobrinho) no periodo de minha internação e cirurgia. Mas, deixemos isso para mais adiante.
      Léo, bom mesmo é saber que aí no Rio de Janeiro há quem nos siga com nosso projeto nas pracinhas de Macapá. Quero lhe pedir um favor: em Realengo procure professores e diretores da escola onde se deu aquela tragédia, oferecendo participação nesse projeto. Seria bom que as crianças da escola lessem as nossas poesias e postassem as suas no mural do Poesia na Boca da Noite. Quem sabe elas gostem e até mesmo queiram criar um projeto similar na propria escola, de sorte que contassem sua história também com poesia?
      Sei que voce tem pouquissimo tempo, mas também sei que encontrará um jeito para dialogar com a escola, aí bem perto da nossa casa.
      Um beijo… espalhe o Poesia na Boca da Noite pelo Rio de Janeiro.
      Obs: Seu tio está bem, e não poderia ser diferente com o carinho de tanta gente. Leu o que Nathalia escreveu aqui?

  • Não sei porque ainda não consigo organizar as palavras com as quais pretendo dizer quão importantes e indispensáveis são para mim os “afagos” que me dirigem a Alcinéia, a Sueli, o Batistão, a Deusa, O Cléo, a Fernanda… Estou ainda emocionado, impactado, um tanto quanto perdido sobre como tocar minha nova vida. Palavras como as que voces têm me dirigido, os abraços tudo enfim tem me feito chorar mais que raciocinar. Não estou conseguindo fazer o que mais gosto: escrever. Preciso de mais tempo, até lá parecerei não saber dizer o quanto estou grato e feliz por causa de voces.
    Obrigado a todas(os) voces. Um beijo, Nathalia.
    Obs: A Sueli acaba de interpretar a essencia do projeto Poesia na Boca da Noite: a nossa poesia atravessou gerações e agora empolga jovens como a Jenni Suelen, prova inconteste de que estamos bem proximos do que genericamente chamamos: herança cultural.
    A presença da Suelen e demais jovens é certamente o melhor presente (e reconhecimento)que se pode dar “in memória” ao poeta Alcy Araújo e sua briosa turma de literatos.

    • Cesar, meu querido vizinho! O tempo é o grande educador de todos nós, ele te dirá como tocar a nova Vida. Outro grande aprendizado que tive e continuo tendo, é que nunca estamos sozinhos, a dor é sempre partilhada, por isso a suportamos. Há uma Luz maior a nos orientar e um Colo amoroso a nos acolher, portanto, amigo, tenha só um pouquinho de paciência e marque um novo encontro com a felicidade!
      Meu abraço carinhoso a você, Cesar!

  • alcinea, pq nao aproveitamos a oportunidade para fazer um livro de poesias atraves de seu blog(poesias virtuais),os internautas mandavam as poesias e votamos as 100 melhores divididas em categorias. Depois montavamos um livro…é uma idéia, pois adoro poesia…

  • Essa princesinha ai apertando a mão do jornalista Cesar Bernado, alem de Poeta, linda, inteligente, tbm é a melhor filha do mundo. Brigada Alcinea por dar oportunidade aos jovens poetas como minha filha Jhenni Suelem… grande abraço Sueli……….

  • Sexta foi a primeira vez que declamei poesias.. acompanho o movimento poraqui desde o início, foi uma emoção muito grande, principalmente por por levar meu sobrinho João e estar perto de pessoas maravilhosas como a dona Glória, mãe de um ícone da capoeira do Amapá, Mestre Grilo.

    Grandes abraços para todos!!

  • Parabéns a todos(as) os que usam de sua criatividade para levar essas canções da alma traduzidas em palavras, iluminando cada anoitecer por vir. Que este projeto continue sempre e cada vez com mais força.

  • Foi muito lindo, mesmo. A poesia encanta, emociona, faz a alma sorrir! E como já foi dito, ver o Cesar chegando foi um dos momentos de felicidade, vida longa Cesar, longa vida, muitas outras tardes havemos de estar juntos!
    Tonho, meu amigo de juventude, Almira e todos que estiveram pela primeira vez, recebam o meu-nosso carinho, o meu abraço com laços de fraternura.
    Fernanda, beijo grande, querida, você estava, sim, em mim e numa garotinha que ficou um pouco tímida.
    Que a poesia espalhe energias de amor cuidante, de beleza e de ternura sobre esta Açucena-Macapá… Sobre Gaia!
    Com o carinho de sempre…

  • Um abraço do tamanho do amor de Deus, ao amigo César Bernardo, pelo seu retorno. As pessoa de quilate sao protegidas por Deus. Vida longa a todos.

  • Antonio e Almira, gostei de ver vocês aí. Sempre acompanho o movimento pelo blog mas, qualquer dia vou prestigiar de perto. Abraços!

  • Querido tio César Bernado! Meu tio, sim. Embora não sejam filhos dos mesmos genitores, papai e ele são irmãos, unidos pelo sentimento mais puro e profundo de amizade.

    Cresci vendo e admirando a habilidade que ele tem de receber bem os amigos e fazer com que todos se sintam à vontade em seu lar.

    Cresci vendo e admirando seu jeito tucuju, apesar de não ter nascido neste solo amapaense.

    Cresci vendo e admirando suas opiniões, pois mesmo não concordando com algumas delas sempre achei o máximo sua segurança em opinar e seu prazer em fomentar debates.

    Cresci vendo e admirando seu gosto pelas artes e pela natureza.

    Cresci vendo e admirando sua SIMPLICIDADE e o respeito fraternal que sempre dedicou a mim e à minha família. NOSSA FAMÍLIA.

    Graças a Deus, ele está aqui pra ler este escrito de reconhecimento e gratidão.

    Continuo evoluindo e admirando a maneira como ele encara a vida, tem fé e acredita em dias melhores.

    Tio César, AMO o senhor!

    Um grande beijo e aqueeele abraço.

  • Que belas imagens, posso até imaginar como foi a tardenoite de poesia. Bem vindo César, saúde e vida. Estou em terras paraguaias e é muito bom ver minha princesa Júlia, Deusa, Cléo, Glória,Thiago e todos que amam a poesia. Logo volto Beijos no coração de todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *