Navio estava com excesso de passageiros

Do jornal Diário do Pará

Navio encalhado tinha 113 passageiros em excesso

O excesso de 113 passageiros é apontado pela Capitania dos Portos como um dos principais motivos para o encalhe do navio “Almirante do Mar”, na última terça-feira, no Rio Pará, próximo ao município de Curralinho.

Segundo o capitão de fragata, Roberto Bueno, o navio estava com 326 passageiros a bordo, ultrapassando sua capacidade máxima que é de 213. O capitão explica que assim que soube do problema, por volta das 8h da quarta-feira, entrou em contato com o proprietário da embarcação para que este realizasse o resgate dos passageiros. O barco estava encalhado desde as 23h de terça-feira.

Para acompanhar o transbordo e apurar os fatos para abertura de inquérito administrativo, uma equipe da Capitania foi enviada ao local. Uma ligação por volta das 17h20 informou ao capitão que o último passageiro havia sido resgatado em segurança pelo navio “Venino Pantoja” e que todos seriam levados ao município de Santana, no Amapá.

O capitão informa que trafegar com excesso de passageiros é infração gravíssima, por colocar a vida das pessoas em risco, e por isso, o responsável pode ser julgado também em âmbito criminal.

“É preciso ter consciência e entender que todos nós compartilhamos da segurança”, falou o capitão, que orienta aos passageiros que ao entrarem na embarcação, verifiquem em uma placa colocada no convés, o número máximo de passageiros permitido. Além desta informação, a placa deve conter o número do Disque Segurança da Navegação(0800-280-7200), que deve ser utilizado, caso os passageiros verifiquem algum tipo de problema. (Leia mais)

  • Minha mãe estava no navio e nos contou os momentos de desespero que os passageiros passaram, Inclusive minha mãe chegou em Santana desidratada, pois tudo foi racionado. Água naqueles dias que eles ficaram aguardando resgate era regrada. Eles contavam apenas com a solidariedade dos demais passageiros. Espero que não aconteça mais encalhes e essa empresa deveria ser punida e ser responsabilizada pelo que aconteceu. Demorou muito o resgate daquelas pessoas que estavam naquele navio.

  • O que aconteceu com esse navio foi muito grave, o navio saiu do porto Palmeiraço na Cidade velha com atraso, deveria ter saido as 10:00h do dia 12/01 e acabou saindo com atraso. Acredito que essa informação sobre superlotação faz sentido, pois vi que mesmo depois que os responsáveis por anotar o nome dos passageiros, conferindo através do RG e passagens concluíram seus trabalhos e entraram no navio, mais passageiros foram chegando embarcaram sem dar nome algum e também outros chegaram e compraram passagens na hora e embarcaram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *