Nota triste

Faleceu agora há pouco no Hospital São Camilo Raimundo Adamor Picanço, o Wanderley.
Grande craque do passado, Wanderley foi goleiro dos melhores times amapaenses, entre eles o São José, Juventus e Ypiranga Clube.
Professor de Educação Física, bom de bola e de carnaval, Wanderley é um dos fundadores da tradicional Banda, o bloco de sujos que arrasta multidões na terça-feira gorda. Era Wanderley quem fazia a roupa da boneca da Banda.

Wanderley na terça-feira gorda de 2008

O LASCA SE FOI
Milton Sapiranga Barbosa

A Polícia Militar, o Escotismo, a Educação Física, o Funcionalismo, o Carnaval, o Futebol , o Estado  que tem um povo  que gosta de  seus filhos  e  reconhece  seus feitos, está de  luto. Morreu nesta quinta feira, 10 de fevereiro de 2011, por  volta de 12 horas e 30 minutos, o cidadão tucuju,  Raimundo Adamor Picanço, eternizado no mundo do futebol  como Wanderley, o goleiro paredão,  que  em centenas  de jogos,   vestindo  camisas de grandes  clubes como Juventus, Ypiranga, São José e outros, parecia  intransponível , por mais potente ou colocado  que fossem os  chutes  dos  atacantes.
Para os  amigos dos tempos da  saudosa praça  da  matriz, hoje Veiga Cabral,  era  conhecido  como LASCA.  E  era  só assim que por mim era  chamado.

Wanderley, por muitos  era considerado  um sujeito grosso, violento. Mas quem assim pensava  não conhecia o imenso  coração, que  até  o início da tarde desta quinta feira batia naquele peito  de macho, que  detestava  covardia, injustiça, fosse  ela  cometida contra um amigo ou  desconhecido.  Ele  não pensava  um segundo  em sair  em defesa dos fracos e oprimidos.   Brigava por  seus  direitos  com valentia, mas também sabia reconhecer  com humildade quando  estava  errado.
Tive a felicidade  de conviver com o Wanderlei desde criança  e nossa amizade prosseguiu nos campos de peladas e nos estádios,  e ficou mais forte  nas muitas   e rendosas  pescarias que  fizemos por  rios, lagos  e igarapés  de nosso  amado Amapá.
O LASCA  se foi. Mas  seu exemplo, sua história, sua amizade sincera, seu desprendimento em ajudar um amigo, o Anhanguera, boneco que ele criou pra sair na Banda e homenagear a avenida em que morava,  ficarão para sempre  gravados nos  corações  de quantos tiveram  o privilégio de  conviver  com ele.
À dona Maria, sua fiel  companheira de  toda  a vida, aos  seus filhos  e netos, peço a Deus que lhes  dê  força  para suportar  a perda  do grande Raimundo Adamor Picanço , o Wanderley,  com a certeza que  ele cumpriu, com  honra ao mérito, seu papel  aqui na terra .
Descanse  em paz meu amigo LASCA.

  • Eu agradeço de coração atodos só hoje quase 3mese após o falecimento de meu pai e que tive a coragem de ler todas essas mensagens que todos guardem no coração ‘ O PAI, O PROFESSOR,O JOGADOR,O FOLIÃO E ACIMA DE TUDO O AMIGO’ que meu pai foi, lembre-se ” que ele morreu nesta vida que é carnal mas a vida continua que é a espiritual” e sempre ele estará ao nosso lado de alguma forma. ‘OBRIGADA PAI POR TUDO”

  • Em nome da minha família, venho por meio desta mensagem expor todo nosso sentimento pela perda recente desse GRANDE HOMEM.
    Um homem que lutava por todos os estudantes macapaense que estavam em Mogi das Cruzes- SP fazendo faculdade, que entendia o quanto era difícil e caro estar de férias em Macapá, mas mesmo assim com sua persistência conseguia ônibus (ida e volta) com ajuda de outras pessoas e reunia vários estudantes para matar saudades de seus familiares.
    Que Deus ilumine e console a família.
    LEMBRE-SE que o tempo é remédio e nele conquistamos o consolo, com ele pensamos nos bons momentos. E com um pouco mais de tempo, transformamos nossos entes queridos em eternos companheiros.
    Nossos sonhos ganham aliados, nossa independência ganha acompanhantes, nossa vida conquista anjos. E no fim apenas a saudade e uma certeza:
    Não importa onde estejam, estarão sempre conosco.
    Carinhosamente
    MILEIDE ALMEIDA.
    ETERNAS SAUDADES!!!!

  • Os Familiares convidam todos os amigos do Professor Wanderley para a missa de 7º Dia que será realizada amanha, terça-feira (15) na Igreja São Pedro às 18h.

  • Durante estes dias de dor ouvir muitas palavras sobre o Professor Wanderley, o boneco Anhanguera do Wanderley e todo o seu trabalho desde o inicio da Banda, e sobre o atleta Wandeley.

    Mas gostaria de ressaltar ainda a figura do Tio Wanderley, que me deixou momentos inesqueciveis de convivência, sempre dosado de muito respeito e amor.

    Lembro que nos almoços de aniversário da tia Maria sempre tinha a Galinha Caipira e a maniçoba, dois pratos que ele fazia como ninguém, e como já sabia que eu gostava, era só eu chegar já anunciava. “Hoje tem galinha caipira e maniçoba”, cuidava logo de me dar o prato.

    E quando eu estudava em Belém, lá pelos anos oitenta, que muita gente sabe como era a vida de estudante em Belém, longe dos pais, um dia era ovo, outro dia era bife e era muito dificil sair disso, mas quando o titio chegava era só felicidade, e o cardapio mudava para churrasco, carangueijada, nós tinhamos até pipoca para assistir televisão tudo feito por ele com muito carinho.

    Por muitos anos irei lembrar a última benção, um dia antes dele ir embora, ficou marcada na minha alma.

    Homem de coração grande, que vai deixar muitas saudades.

  • VA COM DEUS MEU PROFESSOR! TENHO BOAS LEMBRANÇAS DO SENHOR QUANDO ESTUDEI NO SESI. QUE DEUS CONFORTE SEUS FAMILIARES. LUIS FORÇA AMIGO…

  • Eu morava na Jovino Dinoa e todos os anos na terça-feira gorda eu esperava o boneco ANHANGUERA passar em frente a minha casa trazendo uma turma que vinha do Beirol apresentando o boneco que era muito esperado por nos crianças e adolecentes! Nao moro mais no bairro do Trem mas todos os carnavais vou esperar o ANHANGUERA passar ( com meus filhos) A lembrança do querido professor Wanderley sera assim para mim, alegria e sorriso! Descanse em paz e muito obrigada pela sua dedicaçao à educaçao de geraçoes, e seu compromisso com uma sociedade mais justa e melhor! Deus conforte a familia!

  • Prof.Wanderley.
    Desde meninos, tivemos uma relação de respeito e amizade. Você o brabo e o valente,estava sempre do lado dos mais fracos fisicamente. Não admitias injustiças e tiravas tuas proprias conclusões agindo de imediato.Viestes de uma família humilde, macapaense da gema. Teus primos se projetavam na imprensa, na medicina, e você buscava seu caminho por méritos proprios. No escotismo.no esporte(grande goleiro) ma polícia,mas, seu futuro estava destinado a ensinar aquilo que sabias fazer muito bem “educação Fisica”. Deixas para teus filhos e netos um legado de honra e dignidadde, neste mundo tão comturbado em que vivemos e vais com a missão de defender o São José Esporte Clube, lá no Céu. Pega uns penaltis por mim!
    Sucesso querido amigo!
    Deus lhe acolha.

  • Wanderley, agora, depois que partisites é que vim saber seu nome de batismo. Sabia que você era “PICANÇO” POIS ERAS PRIMO DO J. NEY, DO JOÃO”Balalão”, do Bira, do Sergio e outros membros dessa ilustre família de Macapaenses. Sempre fui teu fã. Olha que meu irmão Olivar disputava contigo a vaga de titular no gol do Juventus, aas,ficava mais tranquilo quando você estava lá. Escoteiro do grupo São Jorge, policial, professor de educação física,tudo conquistado por mérito.Muitos anos depois, alí no bar da Iracema Carvão Nunes, em frente a Casa do Prof. Savino, fui alegrado com a notícia que seu filho era diretor do SEBRAE. Isso é que se chama conquista. O valente que não levava desaforo pra casa; que estava sempre disposto a deender os mais fracos; que levava a fama de brigão pois não aceitava injustiças, nos deixa um legado de coisas bôas.

  • Adradelo a tds que nos confortaram neste dia em não so a minha familia mais ao Amapá por ter pedido um dos seus filhos mai querios, homem honrrado honesto um educador que marcou gerações, a ele so me resta a agradecer e dizer que valeu mt a pena ser seu neto
    Gibson PIcanço

  • Parabéns Alcinea pela bela homenagem que o blog faz ao Professor Wanderlei e família,este espaço sempre traz um olhar especial sobre pessoas e personagens importantes de nosso estado.Aproveito para deixar meu pesar ao amigo e companheiro de trabalho Luiz Afonso e Família neste momento de dor.

  • A gradeço desde já a todos que tentaram nos conforta com palavras gestos e simplicidade, minha familia esta em luto e o Amapá também a vida de meu Avó é de um homem honrrado, honesto e sempre servirá de exemplo a tds, um educador que marcou varias gerações neste estado a ele so me resta dizer que valeu a pena ser seu neto que Deus lhe mostre o caminho de paz e luz.

    Gibson Picanço

  • É com muita tristeza que dentro de uma semana perdemos três grandes professores que fizeram história na educaçâo do Amapá e sou um professor feliz por que tive afelicidade ao longo de 26 anos de magisterio detrabalhar com os três primrieo foi Raimundo Picamço, Sebastiao ea gora carinhosamente o Wandeca que no final de semana era meu vizinho na fazendiha onde vinha deliciar oaçai eo camarão do bambu bar,a vespera do carnaval Wanderlei parte sem ter nosso carnaval e sem ver abanda passar, mas com anissão cumprida com os 51 anos de ter vistoe participado da maior festa popular abanda.A qui fica nossas condolencias A dona Maria e todo seus familiares e demais amigos.

  • Muito me intristece vê a partida de pessoas que fazem parte ou contribuíram na história do nosso estado. Prº Wanderley foi meu professor e amigo do meu saudoso pai(Profº Gerson Trindade)
    Fechou o ciclo e dói…. À família minhas condolências…Descanse em paz querido professor!!!!

  • Tio Wandeley, era assim que eu o chamava, afinal de contas ele viu eu e os meus irmãos crescerem, pois era um grande amigo do meu pai (Professor Carrapeta). Há duas semanas ele esteve em casa, estava bastante debilitado e isso me deixou extremamente triste, mas o que conforta é saber que cumpriu o seu papel na terra com muita honra e dignidade. À família, meus sentimentos e força para suportar esse momento tão difícil. Vá com Deus Tio Wandeley, sei que onde estiveres, sempre estará olhando pra nós.

  • Que Deus te acompanhe Professor, ensinastes eu e meus filhos a dominar as águas, te vi ainda em dezembro, fiquei triste com tua doença, vi o sofrimento dos teus, hj te vi ir embora do nosso plano, sei que Deus está contigo, na terça gorda quando teus filhos colocarem o boneco Anhanguera na rua, sei que continua entre nós, pois além de professor tu vai está sempre vendo nossa BANDA passar, segue empaz professor..

  • Jamais esquecerei das tardes em que o prof. Wanderlei aparecia lá em casa para jogar canastra com meu pai. Mas o jogo tinha que terminar antes das 18h, pois ele nao podia perder a “novela das 6”. Que Deus o abençoe e dê forças aos seus familiares e amigos nesse momento de dor.

  • Minhas condolências a Familia do Prof. Wanderley, em especial ao meu companheiro Luiz Afonso, que Deus conforte seus familiares.

  • Que pena! o professor wanderley sempre foi um apaixonado pelo esporte amapaense e comprometido com a causa, além de um grande folião. Que a passarela do samba junto com o nosso criador o receba com mil confetes e serpentinas. bybyby

  • A Família Trindade/Oliveira deixa aqui as condolências à família desse grande personagem do desporto amapaense e um grande amigo. De Deus conforte os corações dos familiares e demais amigos.

    José Seixas de Oliveira
    Edileusa Trindade de Oliveira
    Isabela Trindade de Oliveira

  • Fui aluno do Prof. Wanderley no SESI/Mcp, com ele que aprendi a nadar além de bons exemplos, lembro quando ele dava aquele assovio: “fiuu..fiuuu”, e gritava: “trocar de roupaaa”. Bons tempos que vão ficar guardados.

    • Faço minhas suas palavras Joca, tb sou dessa época do Sesi, tempos inesquecíveis mesmo…Professor Wanderley, gritava, brigava, mas tinha um coração imenso. Sempre o via jogando canastra em frente ao Sesi, ficava muito feliz qd, depois de quase 20 anos, cumprimentavámos e ele nos reconhecia . Perdi contato com Livia, sua filha q estudou comigo, mas, aproveito o espaço para declarar meus sentimentos a ela e a todos os familiares do professor, q Deus abençoe a todos vcs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *