Poesia na escola Tiradentes

A tradicional Escola Estadual Tiradentes aniversariou semana passada e comemorou a data com muita poesia.

Professores e alunos, sob a coordenação da professora Micarla Michelle, montaram uma tenda poética, fizeram varais, exposição de livros, bate-papo com poetas e saraus. Foram dois dias (quinta e sexta-feira) respirando poesia.


O evento permitiu aos estudantes conhecer um pouco mais a literatura produzida no Amapá e saber como se dá o processo de criação de poetas amapaenses. Entusiasmados, vários alunos decidiram se dedicar à poesia. Alguns que já escreviam mas tinham receio de mostrar libertaram suas poesias no segundo dia colocando-as nos varais ou declamando-as. Outros aproveitaram o encontro para escrever ali mesmo seu primeiro poema.

O Grupo Tatamirô e o Movimento Poesia na Boca da Noite foram os convidados especiais da festa.

Leia o que conta a professora Micarla Michelle, coordenadora do evento:

“Uma ideia puxa outra e assim espalhamos boas sementes. A ideia de tornar Macapá a capital da poesia nos rendeu um trabalho intenso e prazeroso que culminou com um momento ímpar de encontro entre leitores e poetas na Escola Tiradentes.
A responsável em espalhar a ideia e a poesia em nossa escola foi Jhenni Suélen. ( Que poeta! Que moça maravilhosa e talentosa!) Juntou-se a nós Andreza Gil ( outra pérola, uma pessoa que é pura poesia!). Interessante ressaltar que ambas integram o movimento “Poesia na boca da noite”.
Professores da área de Língua Portuguesa e Literatura abraçaram a ideia e começamos a pensar num lugar e numa maneira de destacar a poesia em nossa escola. Nas conversas com os alunos, Lorena Lima sugeriu a utilização do Refeitório, um espaço movimentado e amplo, ideal para criar um clima gostoso para a leitura de poemas.
Montamos nossa Tenda poética e confeccionamos murais com versos que pudessem trazer sugestões sobre o significado do fazer poético. Queríamos envolver os que por ali passassem, fazerem os mesmos sentirem mais e mais vontade de “penetrar surdamente no reino das palavras”.
Mas o momento mais magnífico ocorreu com a participação do poeta Herbert Emanuel e sua esposa, Adriana Abreu ( Ambos do Tatamirô Grupo de Poesia) e de Alcinea Cavalcante, Glória Araújo e Pedro Henrique (Poesia na Boca da Noite). Todos deram seus depoimentos e espalharam poesias com entusiasmo, amor e talento entre nós. Foi simplesmente o máximo!
Que voz gostosa da nossa amável Glória, amamos seus poemas e sua maneira instigante de declamá-los! Pedro Henrique, amamos suas declarações. Suas palavras sobre a libertação da poesia ainda ecoam entre nós. E querida Alcinea Cavalcante, grande exemplo de amor por nossa literatura, obrigada pelo incentivo para conhecermos mais nossos poetas.
Somos gratos pelo desprendimento com que vocês nos visitaram e pela marca que imprimiram em nossos alunos. Certamente, novos talentos virão à tona. Bruno é um exemplo disso, sabiam que na sexta-feira ele “libertou” a poesia entre nós? Foi mágico!
Aliás, na sexta-feira espalhamos os livros e os nossos alunos declamaram e houve até quem escrevesse poemas ali mesmo. Chamou-nos a atenção o interesse que eles demonstraram durante toda a atividade, e, mesmo após o toque do sexto horário, ainda havia alunos querendo ler e ficar um pouco mais naquele universo no qual a arte poética era a soberana.
Queridos e queridas poetas do “Boca da Noite”, continuem espalhando boas sementes em nossos jardins! O bom perfume ficará entre nós por muito tempo… Obrigada, poetas, vocês tornaram nossos dias um encantamento puro!”

  • Parabéns pela iniciativa, professoras! Também estamos com um projeto de literatura regional, no ensino médio, aqui pela E.E Antonio Messias. Vamos iniciar pelos textos em prosa. Estou em busca de novas parcerias.

  • Maravilhosa a iniciativa! A energia boa que ficou do trabalho foi tanta que vários alunos e alunas me procuraram para que verifiquemos a possibilidade de fazer o projeto periodicamente! Amamos a ideia e estaremos nessa, com certeza!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *