• Aqui no Maranhão, no Jornal “O Estado do Maranhão”, que é da famíglia Sarney, não é as vezes, é na maioria das vezes.

  • A imprensa amapaense que o diga. Com rarissímas exceções. Tem muita gente que usa a midia para ter tráfico de influência no governo, e pior, se acham. É uma extensão do poder paralelo de promiscuidade e negligência com a coisa pública. Ganham rios de dinheiro e não tem notoriedade alguma porque acreditam realmente que eles fazem a diferença na eleição de um candidato. São na verdade parasitas com cara de tubarão.

  • Aqui no Amapá, nem a data, pois em feriados prolongados, o jornal do último dia útil vale para o feriado todo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *