• Se as ações do Governo fossem coerentes não teriam aprovado o evento de sexta-feira 04/03, todos sabem que no Amapá o povo só vai ao Sambódromo assistir escolas de samba e se não foi possivel tê-las, então que não investissem recurso público, contigente da policia militar e do bombeiro para um local vazio. Adoro o Zé Miguel mais bem que ele deveria ter pensado melhor. Pois, todos sabem que nem os blocos conseguem levar o público para o sambódromo. Se é para economizar é melhor começar a organizar melhor as metas da Secretaria de Cultura. Ah!!! Os recursos para cultura mesmo que não sejam usados não são transferidos para Educação ou saúde se assim fosse não voltaria recurso para a União seriam todos redistribuidos inclusive para o bolso dom mais espertos.

  • Todo incentivo a cultura é lovavel, temos que ter a consciência, da nossa real situação, as escolas de samba tem que começarem a trabalhar de maneira diferente, fazendo eventos, buscando projetos etc.. chegar de esperar pelo PAI GOVERNO

  • Nossa que pena nao termos nosso carnaval,+ triste é nao ver nosso PIRATAO com sua linda ALEGORIA e sua maravilhosa HARMONIA! Nao cupo nosso querido governador Camilo! Saude e Educaçao sao prioridades! Hei COMUNIDADE!vamos correr atras de nosso carnaval, trabalhando o ano todo…Que Deus ns de muita saude para que 20012, 20013 etc.. Nosso carnaval sejam INESQUECIVEIS! Um abraço a todos os carnavalescos!…

  • O governador Camilo fez uma opção muito certa de não promover carnaval em nosso estado, não que eu seja contra o carnaval e respeito à opinião de cada um de vocês, mais existe um ditado que nós brasileiros temos memória curta, somos sabedores do rombo que o governo passado deixou em nosso estado acredito que cada um de vocês firam na imprensa de nosso estado e ate na imprensa nacional e internacional falando da operação mãos limpas a onde o governo passado com seus parceiros saqueou os cofres publico produzindo um rombo de aproximadamente 1.7 bilhão de reais, o Aluizio Silva diz que o Amapá tem uma receita de 3 bilhões de reais, ele esta equivocado o nosso orçamento deste ano e na ordem de 2.7 bilhões de reais, orçamento para quem não entende e a previsão de receitas e despesas que o estado tem para o ano todo e é divido entre os poderes executivo, judiciário e legislativo, e com as secretarias de saúde, educação, infra-estrutura e etc. Então não vamos criticar um governo que apenas completou dois meses de mandato, devemos reconhecer o momento é de crise e essa demanda tempo para colocar o nosso Amapá no RUMO CERTO.

    • Meu amigo Roberval,
      Caia na real
      Chega desse chororo
      De que o dinheiro acabou
      Precisamos de atitudes
      Não de desculpas
      Que aconteceu isso ou aquilo
      Esse papo de RUMO CERTO
      É resenha prá boi dormir
      Cai na real
      Acorda pro mundo
      Queremos atitudes
      Não desculpas
      Muito menos esconder o despreparo no passado
      “Tudo por nossa terra eô
      Camilo se ferrôôôô!!!!!!!”

  • Em 1º lugar, um país que deixa de produzir e trabalhar durante 7 dias e mais um pouco, por causa de uma manifestação seja lá qual for, não deve ser levado a sério.
    Em 2º, o carnaval só serve para atrair o TURISTA SEXUAL PARA O BRASIL, para explorar nossas mazelas sociais, e principalmente nossas crianças.
    E HAJA DESGRAÇA NESSE PERÍODO, e o governo tem que patrocinar isso? FO%@–S&.. EU HEIN

  • ainda bem que o governo não liberou a grana pra Liesa, se não seria o dinheiro do povo que iria virar cinzas…

  • O saudoso dramaturgo Nelson Rodrigues, dizia: “O Brasil ainda não foi para o fundo do poço,porque o Carnaval e o jogo do bicho, trabalham organizados”.O Amapá,como “terra do já têve”, até o carnaval, sumiu!… e a única coisa organizada, é a corrupção…

  • Zanjo Goulart,
    Vc reproduz o discurso da maioria e diminui as minorias sociais, o Brasil deve a este povo que foi retirado a força de sua Terra Natal África, para os descendentes nenhuma política pública concreta foi estabelecida. A política de cotas raciais, não é para o negro que teve oportunidades, é para aquele onde a coisa pública não chega. Vá até as baixadas, favelas e areas de ressaca, que talvez vc entenda do que é que estou falando. Entre nas penitenciarias e tente entender o contexto histórico das pessoas que lá estão, para discutir políticas públicas. As Cotas são reparações, é tratar cada cidadão respeitando suas diferenças. É garantir ao povo de baixa renda, cuja a maioria é negra, o acesso a Universidade.
    Desculpa aí! Ao invés de opinar dentro da tese do achismo, busque referenciais teóricos que lhe possa abrir a compreensão da história de teu País.

    • O contexto é baseado; Auto-Segregação: É a separação , divisão do indivíduo. Ela se manifesta de diversas formas ao serem estabelecidas diferenças de caráter social, político, cultural e econômico entre as pessoas e os grupos sociais.
      Ela aparece também na maneira como a informação é difundida, pois todos os dias os rádios, as televisões, as escolas e mesmo a família reproduzem conceitos que resultam em diminuição da própria liberdade – Resumindo: Auto-Exclusão.
      Política de inclusão socio-econômica é bem diferente, temos todas as raças em desvantagem. Pobreza devido falta de oportunidade. Deve ser ampla e não visando grupos. INCLUSÃO SOCIO-ECONÔMICA é dever do Estado com todos.

      Não entrei no mérito da história mundial de sofrimento dos Negros, respeito os valores de qualquer Ser Humano. Não concordo com os meios de reparação que causam injustiça social com o TODO. Entendeu? Sejamos unidos para crescer! Amarelos, verdes, vermelhos cores… Somos iguais com carcaça distinta.

    • Eita mas esse povo da UNA chora…. Principalmente que a boa vida dos “recursos” acabou… Sabe gente, pra conseguir captar recursos é necessário saber fazer projetos para isso… Temos empresas como petrobras, vale, empresas de telefonia e além disso o Minc para financiar projetos culturais. Acho que já está mais do que na hora desse povo parar de depender da mamata do governo do estado… Sei que o povo fala que no governo anterior tinham mais abertura para conseguirem recurso para fazerem festas e comemorações, mas a troco de que? De deixar o amapá num estado de insolvência! Gente, a cultura do povo é sua identidade, sei disso, mas não dá pra discutir isso contra a prioridade da saúde e da educação. è caso de febre tifóide, casos de alunos fora da sala de aula e o povo brigando por causa de festa!
      Primeiro nosso governador tem que ver os problemas mais graves e depois verificar as questões culturais.
      Teve gente indignada, reclamando que o comércio tinha enfraquecido nesse carnaval, mas pense bem… Quem compra material pra carnaval em Macapá? Todo mundo viaja pra comprar “plumas e paetês” em Belém….

      Vamos deixar a hipocrisia de lado e começar a trabalhar pra construirmos as coisas unidos, não só dependendo do GEA.

      • Não sei se a galera da UNA chora. Mas o que eu sei é que a verba da Saúde e Educação é carimbada. Existe recurso para todas as áreas, o que falta é competência para administrar o recurso público.
        Dinheiro para o carnaval, marabaixo e outros tem, alias é obrigação do Estado fomentar a cultura, não é favor. Meu debate é no campo da idéia, não defendo bandeira política, defendo a melhoria da qualidade de vida da população, que inclui educação, saúde, esporte, segurança e cultura.

        • Opa! Chegou no que eu queria.

          FOMENTO
          Impulso, estímulo.
          Ajuda, auxílio, proteção.
          Ação do governo que visa a facilitar o desenvolvimento de um país, de uma região ou de um setor econômico.
          Ah meu povo quer mole? Senta no pudim!

          Eu defendo a Cultura que se valoriza, querer ser bancado é bem diferente de ser fomentado. Cadê? Retorno? Sou favorável a todos os incentivos culturais, desde que, se tenha planejamento, profissionalismo e amor REAL pela expressão cultural.

          Fomentar no Amapá é REALIZAR! Vamos amadurecer como sociedade ou ficar com o título de ABSTRAÇÃO. Engraçado, um idiota escreve um texto metendo ripada no Amapá e a sociedade se revolta, imagino se ele conhecer as políticas públicas, vai mudar rapidinho o título pra SURREAL.

          Juro pra vocês, eu entro no site da AL só pra rir das proposições, entrem lá! Claro que tem coisas boas, mas filtrando arrisco que 20% é interesse exclusivamente público. O resto é só homenagens, alteração de nome de prédios públicos e etc… FALA SÉRIO!

  • Com ou sem desfile, a verdade que é que o carnaval de Macapá sempre foi uma porcaria. Essa é minha opinião e respeito as pessoas que gostam do carnaval daqui, mas este está longe de ser um evento digno de respeito e reconhecimento!

  • quero saber quando o governo vai pagar a indenização referente ao fim do contrato de 2010, já que está economizando tanto já deve ter dinheiro para pagar os profissionais que trabalharam no ano passado, por favor governador faça pelo menos isso pelos que ficaram fora da “lista” da “educação”.Faça isso o mais breve, se possível pague hojeeeeeee!

  • Parabens para o Governador Camilo, graças a Deus alguem disse BASTA as “farras” com o dinheiro publico. Parabens Camilo.
    O que acontece senhores, é que os “donos” do carnaval tucuju só esperam pelo “PAItrocinador” do GEA, o que é uma vergonha
    Carnavalescos: organizem-se desde cedo; façam eventos para por suas agremiaçoes no Ivaldo Veras

  • Estou muito triste com a falta de empenho das escolas, cade a força da comunidade… Assim o Carnaval Amapaense só confirma seus interesses em MAMAR!

  • Alcinéa, parabéns pelas fotos lindas dos carnavais antigos, quando as pessoas brincavam de forma saudável o carnaval…hoje é só violência, álcool, drogas, mortes no trânsito. Saudades desse tempo aí das bailarinas e arlequins…

  • Perdoe-me quem discorda!

    Não sou contrário ao seu Camilo Capiberibe, jovem inteligente e altamente capaz, mas não deixa de ser jovem, quando votei nele, imaginava que o Pai estaria por perto, para orienta-lo, infelizmente percebo que não acontece ou o Pai realmente esta desamparando o filho.
    Justificar que o Estado não tem dinheiro, é uma heresia, continuar colocando a culpa nos governos passado é hipocrisia pois, o Amapá vive um novo orçamento, que com total certeza vai aberar uma receita bem próxima aos R$ 3 bilhões, “dinheiro tem, só falta investir bem”. Por quê ele não repassou R$ 2 milhões para o carnaval das Escolas de Samba, o Estado arrecarda muito mais que isso, entre a geração de emprego, renda, impostos e outros. O Dinheiro é do povo, quem participa do Carnaval é povo.
    Que comparação medilcre entre a Saude e o Carnaval, as verbas são especificas, o que é da Saude vai pra saude; O que vem para cultura é da cultura, o que falta é gestão.
    Ou vamos deixar de ter manifestações culturais no Amapá. Pois o Governador, achou bonito não ter Carnaval. Penso, que as Escolas de Samba precisam melhorar, acontece que não será sem a realização de Carnaval, que as mudanças acontecerão. Se possivel, o Governador poderia pagar o Encontro dos Tambores do ano passado, visto que as comunidades estão devendo o comércio pela falta de repasse do governo.
    Este povo sofrido, que via no Encontro dos Tambores a possibilidade de demonstrarem o que fazem. CAMILO! Vossa Excelência esta ajudando a aumentar a divida secular do Estado brasileiro para com o povo negro, você esta reforçando o discurso de que “coisa de preto” tem que ficar pra tras.

    • Discordo. Governar não é paternalismo, o Carnaval Amapaense não é auto-suficiente para gerar receita que reponha o investimento, acumulo de anos de descaso inclusive do João Alberto Capiberibe, que governou o Estado. O dinheiro público não é “bonus”, e coisa séria e deve gerar gastos no setor primário, e investimentos no secundário. O Carnaval é da pasta Cultura, mas, deve ser análisado pelo setor turístico pra desenvolver arrecadação, manifestação cultural se faz com a força do povo e diferente do foco que propõe em sua colocação. Acho que os braços da LIESA continuarão cruzados até fevereiro de 2012, quando o Governo por pressão pública tacanha vai fazer o Gestor liberar recurso da mesma forma irresponsável que vem fazendo ao longo dos anos. MIMIMI… Eu quero muito ir ver uma bateria tocar este ano, fazer um Carnaval verdadeiro valorizando a cultura e começando a arrecadar fundos para o espetáculo de 2012. Acho que vou continuar querendo, né?!

      Chega o Amapá merece crescer! Se posicionar como ESTADO – UF. Acabou o tempo dos malotes!

    • Aluizio Silva;

      “Coisa de preto” não fica em defasagem, é uma discussão muito complexa o realinhamento social. Como a sociedade atual pode remediar um erro histórico, sou absolutamente contra políticas inclusivas aos afrodescendentes e preconceituosas aos brancos. Acho uma desvalorização sem fim o papo de cotas, a fundamentação é mais preconceituosa que o fim reparatório. Afinal negros não tem competência?! Tenho amigos negros que concordam comigo, e se sentem ofendidos pela política de cotas.

      Não podemos querer desconstruir o preconceito gerando outro.

      Nada contra a luta Negra, mas, diante do quadro que se apresenta e se tivermos um raio de sincronia racional inteligente, é cristalino perceber e antever o futuro que nos espera.

      Uma inversão cultural ao invés da equalização. Sem mais.

  • Alcinéa, ao invés de você e toda a imprensa ficarem se reclamando da falta de carnaval, deveriam pressionar essas escolas de samba a realizare eventos durante o ano todo, para promoverem o carnaval na cidade. Não esperar pelo governo, que tem outras prioridade. o Governador Camilo fez muito bem e não aceitar gastar tanto dinheiro…ai, eu te pegunto, POR QUE SERÁ QUE OS ENVOLVIDOS NO CARNAVAL NÃO ACEITARAM O DINHEIRO QUE O GOVERNO IRIA REPASSAR? QUASE DOIS MILHOÕES É POUCO? Eles deveriam é ter vergonha, e começarem a trabalhar para desenvolver a festa popular.

    • Concordo com vc Maria, o Sambódromo passa o ano todo, mas parece um fantasma, sujo, abandonado e poderia servir para promoções da LIESA em parceria com as escolas, pelo que o observo a unica escola que mantêm um trabalho antecipado é o Piratão e que mesmo com dificuldades deveria se apresentar e mostrar que com a MINIMA ajuda do governo consegue fazer eventos e colocar a escola para se apresentar.
      Há necessidade urgente de reunir com a LIESA e COMPANHIA, para começar a trabalhar hoje e voltar com as escolas em 2012 a todo vapor, o PAI GOVERNO NÃO AGUENTA SUSTENTAR FESTA PARA 3 DIAS, com tantas dificuldades na saúde e educação.Chega de achar que quem dificulta que o carnaval Amapaense aconteça e o GOVERNO e PREFEITURA, devem sim ajudar dentro do orçamento que achar melhor e a contra partida se deve as diretorias das escolas que devem correr atrás de patrocinadores com antecedência de no mínimo 10 meses e fazer eventos, promoções e vendas de fantasias.

      CHEGA DE ACHAR QUE O GOVERNO TEM CULPA SEJA ELE QUEM FOR CAMILO, WALDEZ, PEDRO, JOÃO OU MANOEL, A CULPA É MESMO DA LIESA e COMPANHIA que não, faz carnaval com antecedência, não se faz carnaval em 2 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *