Superfaturamento na BR-156

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou à Secretária de Estado de Transportes do Amapá (Setrap), por medida cautelar, a suspensão do pagamento de medições da pavimentação de trecho da BR-156/AP, na região da cidade de Calçoene (AP).  A execução do empreendimento foi delegada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) à Setrap.
A obra, que foi concluída em dezembro de 2009, ainda possui pagamentos pendentes em razão de o Dnit não ter aprovado alterações no termo aditivo do contrato.

Fiscalização realizada pelo TCU constatou, além de outras irregularidades, indícios de superfaturamento decorrentes de preços excessivos frente ao mercado. O ministro José Múcio Monteiro é o relator do processo. Cabe recurso da decisão.
(Fonte: Site do TCU)

  • Verbas de obras inacabadas como as do AEROPORTO, ESTÁDIO ZERÃO e tantas outras inacabadas foram para onde?.

  • esses relatórios do TCU são importantes pena que não dá em nada. Aqui no amapa tem gente grande em bsb para defender essa quadrilha quando ná verdade era para ficar do lado do povo. Venderam nossa estrada de ferro por 20 anos ao Sr. Eike batista um doce quem responder qual secretario da epoca com aval do governador que negociou tudo;nosso aeroporto sumiu e os PACs do lula para o Amapá; nosso estado serviu e está servindo de agiotagem internacional para as bolsas de valores enquanto aqui em terras tucujus estão levando nossos jabutis e açaizeiros amigos.o atual governador bem que tentou exonerar o atual secretario de transporte mas foi avisado que homem detem costa larga em BSB

  • Corrupcao no amapa nao e novidade, tao saqueando ate os cofres da uniao. Sarney ta fazendo escola por aqui.

  • Égua! tô fora de Macapá há 20 anos e ainda não concluíram essa BR. Para mim, já tinha até VLT (veículo leve sobre trilhos) ligando Macapá ao Oiapoque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *