Zé Maria faz campanha em Macapá

Zé Maria discursa para a militância do partido

O candidato a presidente da República pelo PSTU, Zé Maria, passou a sexta-feira em Macapá acompanhado da vice Cláudia Durans.
Durante o dia os dois participaram de encontros com vigilantes, rodoviários e estudantes e à noite com a militância do partido.
Zé Maria criticou o programa econômico do governo e disse que Dilma, Serra e Marina defendem este mesmo programa, da mesma forma que as grandes empresas de comunicação. “A mídia faz uma falsa polarização, como se apenas três candidatos estivessem concorrendo à presidência, mas isso é porque essas três candidaturas defendem o mesmo programa econômico que, por coincidência, é o mesmo que defendem as redes de TV”, disse. Ele falou que há uma pesquisa que mostra que 88% dos eleitores busca na televisão informações sobre candidaturas para definir seu voto. “A TV só informa três candidaturas deixando muita gente sem saber que existem nove candidatos”.
O candidato do PSTU defende que o valor do salário mínimo seja dobrado. “O salário mínimo aumentou nos últimos anos 57%, enquanto o lucro dos bancos cresceu 500% e dos empresários 400%”, disse ele. E completou: “A prioridade do Lula não é o trabalhador, é o lucro das empresas e dos bancos”.
Zé Maria chamou a militância para ir à luta, ressaltando que não é a eleição que muda a vida, o que muda a vida é a luta. “Força política não é maioria no Congresso, é o povo na rua”, portanto, disse ele, é preciso lutar para se construir uma sociedade democrática, igualitária, sem qualquer tipo de discriminação. De acordo com ele isso só será possível quando o trabalhador assumir o governo do país. É o sonho que deu origem ao PT, mas que, segundo Zé Maria, Lula traiu este sonho.

A vice
Professora da Universidade Federal do Maranhão, Claúdia Durans é fundadora do PSTU e uma das principais militantes do partido no Maranhão.
Sua candidatura expressa expressa a luta de negros e mulheres contra a opressão do sistema capitalista.
Iniciou sua militância ainda no movimento estudantil. Hoje, atua junto aos professores universitários, sendo parte da direção do sindicato nacional, o ANDES-SN. Doutora pela Universidade Federal de Pernambuco, Claúdia é autora do livro “Limites do Sindicalismo e Reorganização da Luta Social”, onde analisou a experiência de luta dos ferroviários e metalúrgicos do Maranhão.

Militantes do PSTU
  • Ao menos meu cara Yasha, lá não tinham cargos comissionados e nem tampouco oportunistas eleitorais como nas outras candidaturas. Não perca a seu tempo com comentários toscos. Abs.

    • Ué, claro que não! Como diabos ia ter cargos comissionados, se os líderes deles ainda não foram eleitos pra cargo nenhum?! É até lógico que não tenha… Vamos ver se continua assim no dia que eles vencerem alguma eleição – sempre que cheguem a vencer…

  • Enquanto isso, em Belém…

    Governadora do PA tira rádio que criticou PM do ar

    Estadão.com.br
    A Rádio Tabajara FM, do jornalista Carlos Mendes, está fora do ar desde o início da manhã deste sábado. Por volta das 8h30, seis agentes da Polícia Federal e quatro funcionários da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em Belém chegaram à rádio, no bairro da Cremação, e apreenderam o transmissor, a mesa de áudio, três processadores de áudio, uma chave híbrida – que põe no ar os contatos com ouvintes por telefone -, quatro microfones e a antena.

    Mais em: http://blogdoespacoaberto.blogspot.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *