Quinta-feira em Macapá – Seminário Zona Franca Verde

convite

O ministro do Desenvolvimento, Indústria a e Comercio Exterior, Armando Monteiro, aceitou o convite do senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) e confirmou presença no Seminário “Zona Franca Verde: Oportunidade de Desenvolvimento para o Amapá”, que ocorrerá na quinta-feira (03), às 10h, no auditório do SESI.

Na oportunidade, o ministro também vai receber o título de cidadão amapaense da Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP). O evento deve reunir representantes da indústria e do comércio do Estado, além de instituições ligadas ao empreendedorismo e todos aqueles interessados na nova plataforma.

Na última sexta-feira (26), o Conselho Administrativo da SUFRAMA (CAS) aprovou as normativas que Continue lendo

É preocupante

Mais uma criança amapaense morreu hoje em decorrência de leucemia.
Vocês já perceberam que tem crescido assustadoramente o número de casos de leucemia em crianças no Amapá?
Penso que é preciso já já começar a investigar, pesquisar, estudar para descobrir por que tantas crianças estão contraindo esta doença.
Com a palavra as autoridades competentes.

Isso é desumano

É desumano como o poder público trata os pacientes de câncer. Por falta de medicamento estão suspensas as sessões de quimioterapia no Hospital Alberto Lima, único hospital público no Amapá a oferecer (?) este tipo de tratamento.
No inicio da tarde desta quarta-feira, ao chegar ao Alberto Lima para uma sessão de quimioterapia, Doralice Costa sentiu mais uma dor: não tem os medicamentos necessários para a quimio.

No Facebook o marido dela Nivaldo Alves fez um desabafo e disse que amanhã vai ao Ministério Público em busca de solução.

Leia o desabafo dele:
“Sabe quando você sente-se impotente e revoltado ao mesmo tempo diante de uma situação que há muito tempo, se houvesse um comprometimento por parte dos gestores para resolver uma situação que insiste em perdurar na saúde de nosso Estado. É isto que desde as 13 horas de hoje estou sentindo e analisando como fazer para tentar solucionar. Quando chegamos ao Hospital de Clinicas Alberto Lima eu e minha esposa Doralice Costa, para que ela fosse submetida a mais uma sessão de quimioterapia, fomos informado que não havia o medicamento necessário e que nem na Central de Assistência Farmacêutica tinha previsão para a chegada do mesmo.
Aí, vem um mistura de revolta e impotência diante da situação, pois você acompanhar uma pessoa de seu meio familiar e não poder fazer nada que esteja ao seu alcance para minimizar seu sofrimento é revoltante e saber que a cada dia que passa a saúde de nosso estado está sendo tratada com descaso por parte dos gestores. Você fica imaginando: ligar para os meios de comunicação para denunciar, será que resolve? Acredito que não, pois todos os meses as reportagens sobre a saúde são constantes nos mesmos e os gestores já têm as respostas prontas, ou seja, já estão sendo adquiridos os medicamentos que estavam em falta, já fora feito o empenho. E o que vemos nos hospitais é a mesma reclamação pelos corredores.
Minha esperança é que amanhã quando for ao Ministério Público, possa encontrar uma solução para este tão grave problema, mas que almejo mesmo seja uma medida definitiva, não uma paliativa que venha disfarçar ou desviar o foco para os muitos problemas que enfrentamos no cotidiano de todas as pessoas que necessitam da saúde publica para cuidar de seus amigos e parentes.”

desumano

Todos contra o Aedes aegypti – Governo do Amapá mobiliza 600 servidores

Neste sábado, 13, acontece o Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como Dengue, Chikungunya, Febre Amarela e Zyka Vírus. Durante todo o dia, equipes das secretarias do Estado, agentes epidemiológicos e militares do Exército Brasileiro estarão em pontos estratégicos da cidade distribuindo material informativo e orientado a população nas vistorias de suas casas e na eliminação de focos do mosquito. Somente neste primeiro momento da ação, a mobilização deve contar com cerca de 600 servidores, entre cargos comissionados, contratos, efetivos e 400 militares.

Simultaneamente, a ação de mobilização estará sendo promovida em 350 municípios de todas as regiões do país. No Amapá, será concentrada no centro da capital e nos bairros Zerão, Universidade, Jardim Marco Zero, Novo Horizonte, Residencial Macapaba e Marabaixo. No interior, as ações acontecerão nos municípios de Laranjal do Jari, Oiapoque e Santana, por serem locais que apresentam maior risco de proliferação do Aedes.

Além das Forças Armadas, a ação contará com a presença do representante do Governo Federal, Gustavo Do Vale, que na ocasião irá reunir com o governador Waldez Góes, com o comandante do 34ª Batalhão de Infantaria e Selva, Tenente Coronel Robson Monteiro, com a secretária de Estado da Saúde, Renilda Costa, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, e o de Santana, Robson Rocha.

Após a Ação de Mobilização, o Governo do Estado, também vai realizar uma força-tarefa nas escolas, entidades e residências, para que seja realizado um grande mutirão de conscientização e de vistorias nas ruas e residências.

SERVIÇO: Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti
Dia: 13 de fevereiro de 2016
Hora: a partir das 8h
Local da Concentração: 34º Bis
Endereço: Av. Padre Júlio Maria Lombard, 4301

(Secom/GEA)

TRE itinerante

Comodidade para o eleitor:
TRE-AP realiza atendimentos itinerantes no Conjunto Macapaba

Após análise de logística, o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) realizará atendimentos itinerantes no Conjunto Macapaba. A ação, da 10ª Zona Eleitoral de Macapá, será desenvolvida com o ônibus do TRE e ocorrerá no período de 16 a 20 de fevereiro de 2016, das 8h às 14h. A medida conta com o apoio da Corregedoria da instituição (CRE/TRE-AP) e da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI/TRE). Continue lendo

Prefeitura de Macapá no combate ao Aedes aegypti

Neste sábado, 13, a partir das 8h, em conjunto com militares do Exército Brasileiro, a Prefeitura de Macapá integrará o Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti. A ação é promovida pelo Governo Federal e acontece simultaneamente em 356 municípios brasileiros com o objetivo de mobilizar famílias no combate ao mosquito transmissor do zika, dengue e chikungunya. Em Macapá, a mobilização acontece em sete bairros definidos conforme o último levantamento do LIRAa como locais possíveis de infestação.

Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a ação envolve a mobilização de 100 servidores da Saúde, além de secretarias e departamentos municipais, com o apoio de 150 militares do Exército, que atuarão em duplas, acompanhados por um apoiador da prefeitura, agentes de endemias e de saúde, que darão orientações aos moradores para eliminação e combate aos criadouros. Os bairros que receberão a ação são Central, Novo Horizonte, Zerão, Jardim Marco Zero, Universidade e o Conjunto Habitacional Macapaba. Neste primeiro momento a ação será educativa e dá continuidade ao trabalho que já vem sendo feito desde 2014.

Serviço
Data:
13/02 (sexta-feira)
Hora: 8h
Ponto de concentração: Praça do Barão
Endereço: Av. FAB, entre as ruas São José e Cândido Mendes, Centro

(Texto: Departamento de Comunicação/PMM)

Embrapa mobilizada contra o Aedes aegypti

embrapa

A Embrapa Amapá está engajada na mobilização nacional para o combate do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A principal estratégia é dificultar a reprodução do inseto, evitando o acúmulo de água. Neste sábado, 13/2, a partir das 8 horas, gestores e demais empregados voluntários participarão do Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti, nas cidades de Macapá e Santana.

Mutirão na Embrapa – Na tarde da última quinta-feira, 11/2, um grupo de empregados aderiu ao mutirão de recolhimento de possíveis focos de larvas do mosquito nos ambientes interno e externo do centro de pesquisas, localizado na Rodovia JK, bairro Universidade. Divididos em dois grupos, gestores, membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), empregados de vários setores e do Campo Experimental do Cerrado, funcionários terceirados de serviços gerais e diretores da Associação dos Empregados da Embrapa Amapá (AEE) percorreram áreas de obras, estacionamento, frente da instituição, jardins, muro de divisa com o Conjunto Embrapa e instalações da AEE. Vários recipientes como baldes, copos e sacolas de plástico contendo água parada com larvas do mosquito foram recolhidos, assim como demais resíduos que foram empacotados para serem levados pelo caminhão coletor da Prefeitura de Macapá.

O chefe-geral substituto da Embrapa Amapá, Nagib Melém, agradeceu a participação voluntária dos empregados e terceirizados neste primeiro momento da campanha e reitera o caráter educativo do mutirão para o engajamento permanente de hábitos que inibem e combatem a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças graves que colocaram as autoridades nacional e internacionais em alerta. “Este mutirão de faxina e de caça a larvas foi o início de uma campanha que inclui outras ações como palestras de técnicos da Vigilância Sanitária e do Laboratório Central da Secretaria Estadual de Saúde (Lacen). “Vamos focar em informações simples e práticas de combate ao mosquito no ambiente de trabalho e nas nossas casas, e também no entendimento preciso sobre as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti”, acrescentou Melém. Esta ação faz parte da campanha nacional da Embrapa que consistiu em mutirões simultâneos nos centros de pesquisas da empresa, no último dia 4/2, mas inviabilizado naquela data em Macapá devido ao período chuvoso.

(Dulcivânia Freitas – Ascom/Embrapa-AP)

GEA anuncia escalonamento de salários do funcionalismo

O Governo do Amapá anunciou na tarde desta quinta-feira, 28, em coletiva de imprensa, o escalonamento do pagamento dos salários do funcionalismo público estadual referente ao mês de janeiro. Servidores efetivos, comissionados e federais com gratificação com ônus para o Estado receberão neste sábado, 30. Já os contratos administrativos terão o pagamento efetuado no dia 10 de fevereiro.

O pagamento de 1/3 das férias dos servidores que gozam o direito no mês de fevereiro será efetuado também dia 10. Ao todo a folha de pessoal custará cerca de R$ 115 mi.

O secretário de Estado do Planejamento, Antônio Teles Júnior, explicou que, diferente do parcelamento, o escalonamento não implica na divisão do vencimento básico do servidor, e sim em uma readequação na data de pagamento.

Teles destacou que o governo trabalha para evitar o parcelamento e que medidas de contingenciamento foram adotadas em 2015 para enfrentar a crise e reduzir o custeio da máquina pública. “Conseguimos contornar a situação e não haverá parcelamento de salários neste momento. Mesmo com todas as quedas na arrecadação e nos repasses do governo federal, conseguimos garantir a folha dos servidores efetivos que foi possível pelo esforço dedicado para renegociar dívidas e despesas”, informou.

(Secom/GEA)

Toma-te, CEA!

Os senadores Randolfe Rodrigues (REDE-AP) e  Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o deputado estadual Paulo Lemos (PSOL-AP)  daqui a pouco, às 15h,  estarão no Ministério Público Estadual protocolando uma representação solicitando esclarecimento da Companhia de Eletricidade do Amapá  (CEA)  e do Governo do Amapá sobre a falta  de energia elétrica há mais de 30 dias no distrito do Bailique.
Os três cobram uma solução imediata do problema que tem infernizado a vida dos moradores do Bailique e causando inúmeros prejuízos aos produtores, pescadores e comerciantes de lá.