Alcinéa Cavalcante

Liberdade de expressão!
Macapá - Amapá

Virou moda concretar árvores

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 14/12/09 as 12:10 am

Morador de Santana – o segundo maior município do Amapá – pede, através deste blog,  que a promotoria do Meio Ambiente do Ministério Público Estadual dê uma voltinha naquela cidade para ver o que estão fazendo com as árvores do bairro Paraíso.
Meteram concreto no pé das árvores quando fizeram a recuperação da Avenida Santana.
Pois é. Pra recuperar a avenida estão matando as árvores.
Taí a foto de uma mangueira concretada. Tão jovem ainda e tão sufocada.

santana1

Então é Natal…

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 14/12/09 as 12:06 am

Bancário aposentado, jornalista e blogueiro,  meu amigo Ernani Motta  jura que nunca pagou um grande mico no Natal. Diz que esse negócio de mico quem paga é a Marli, esposa dele.

Olha só o que ele conta:

ernaniUm Natal inesquecível - São muitos que é difícil escolher um. Mas, vou ficar com o de 1977, porque foi o último que passei com a minha família toda reunida. Pois, em janeiro do ano seguinte, mudei para o Recife e quando conseguimos reunir novamente a família, meu pai já havia partido para o andar de cima. Devo dizer, contudo, esta lembrança não tem nada de tristeza, porque meu pai era um sujeito alegre, mesmo com todas as suas reservas. Então, só posso lembrar disso com alegria.

O maior Mico – Não aconteceu comigo, mas com Marli, a minha esposamante, que gostava de se vestir de Papai Noel, quando nossos filhos e sobrinhos eram pequenos. Numa dessas vezes, ao preparar a indumentária, ela se esqueceu de trazer uma das luvas, o que só foi percebido na última hora, portanto, sem tempo para voltar à casa do amigo que emprestava a roupa.
Então, ela partiu para o improviso, e você sabe como são essas coisas improvisadas, terminam mal… rsrs. Foi o que aconteceu. Na hora em que ela começou a distribuir os presentes, um dos sobrinhos percebeu que ela estava usando uma luva azul, numa das mãos. O garoto ficou intrigado e começou a falar alto, meio chorando, para que todos ouvissem: “O Papai Noel tá de luva azul. Eu acho que esse não é o Papai Noel de verdade. Não quero presente dele! Quero presente do Papai do Noel de verdade!”
Foi um trabalho e tanto convencer o garoto de que não havia outro Papai Noel e que o presente dele era aquele dado pelo Papai Noel de luva azul.

Gostaria de passar o Natal -   Em algum lugar que não conheço, naturalmente, tendo toda a minha família junto. Ou mesmo em Macapá, por que não? Faz tempo que não passo um Natal por aí… Quem sabe ano que vem?

Mas vou passar aqui, no Rio, junto a minha mulher, meus filhos, meu neto e minha nora. Também, devem chegar por aqui meu irmão e a turma dele. E espero que Deus nos permita fazer uma grande festa.

Aproveito a oportunidade para dizer que desejo a você, meu amigo Soeiro e seu filho, e a todos os visitantes do seu respeitado blog um Natal de paz, saúde, com as bênçãos do Cristo Senhor, para que todos tenham um Ano Novo de prosperidade, realizações e no qual floresça o espírito de Justiça, tolerância e fraternidade.