Vozes Portuguesas

A Antologia Vozes Portuguesas – que reúne obras de 54 escritores –  será lançada no próximo dia 26 em Portugal durante o  I Sarau Medieval do Núcleo Académico de Letras e Artes de Lisboa.

A festa de lançamento prossegue no dia seguinte, 27, com a apresentação da antologia e sessão de autógrafo na Bienal de Odivelas. Os dois eventos serão transmitidos ao vivo por uma rádio portuguesa.

Convidada pelo presidente do Núcleo Académico de Letras e Artes de Lisboa (N.A.L.A.L), comendador António Palhinha (a quem manifesto aqui minha gratidão), faço parte desta antologia com o conto “A Pedra Encantada do Guindaste”.

Este mesmo conto está nas antologias “Lindas Lendas Brasileiras” (Ed Scortecci/Rebra-2014) e “As Melhores Obras deste século’ (Scortecci-2017).

TJAP concede aposentadoria ao desembargador Raimundo Vales

O presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, desembargador Carlos Tork, assinou portaria hoje concedendo aposentadoria voluntária por tempo de serviço ao desembargador Raimundo Vales.

Em seu perfil no twitter, Vales disse agora à noite:  “Sempre admirei quem soube sair: a circunstância certa, o momento adequado, o motivo correto. Afinal, sair é verdadeiramente uma arte!”

Agora  começa a corrida para a ocupação da vaga. O critério é merecimento (Resolução 106 do CNJ) e a lista parece que já está grandinha.

 

Operação Eclésia – Julgamento de hoje foi suspenso

O Pleno do Tribunal de Justiça do Estado (TJAP) iniciou nesta quarta-feira, 03, o julgamento da 12ª ação penal decorrente da “Operação Eclésia”, deflagrada pelo Ministério Público do Amapá (MP-AP) em 2012, revelando uma série de esquemas de corrupção na Assembleia Legislativa do Estado (ALAP).  Com quatro votos pela condenação dos réus, dentre eles, os ex-dirigentes da Casa de Leis, deputado Moisés Souza e o ex-deputado Edinho Duarte, o julgamento foi suspendo após pedido de vista do desembargador João Guilherme Lages.

Segundo as investigações do MP-AP, resultado da vasta documentação e demais provas apreendidas no prédio da ALAP, o prejuízo aos cofres públicos foi de R$ 578.193,38. O esquema consistiu no pagamento de materiais de expediente, que jamais foram entregues ou fornecidos pela empresa D. Amanajás de Almeida – ME, com o nome de fantasia “Planet Paper”. Continue lendo

MPF/AP pede a condenação de réus da operação Sanguessuga

O Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP) quer a condenação de três envolvidos no esquema de compra de ambulâncias superfaturadas em Macapá/AP. O pedido foi feito à Justiça Federal do Amapá em 27 de março, nas alegações finais de processo judicial em andamento. Entre os acusados de improbidade administrativa, está o ex-prefeito de Macapá e atual secretário de Estado da infraestrutura João Henrique Rodrigues Pimentel.

Continue lendo

Do Amapá para a melhor universidade do mundo

Alexandry Donin, tem 21 anos, cursa engenharia elétrica na Unifap e engenharia civil no Ceap pelo Fies.
Este ano submeteu-se a um processo seletivo na universidade de Oxford e foi aprovado. É o primeiro – e até agora único – universitário do Amapá aprovado na melhor universidade do mundo. E isto deveria ser motivo de orgulho para todos os amapaenses e incentivo para milhares de jovens.
Alexandry tem que se apresentar na Universidade na primeira semana de julho. Com a aprovação ganhou uma bolsa parcial, mas isso não é suficiente para cobrir as despesas com passagens, hospedagem e alimentação. Ele precisa de pelo menos R$ 20 mil reais para essas despesas.
E eu pergunto: que custa o governo do Estado dar essa ajuda de custo? Vinte mil reais representa muito para este jovem, mas para o governo não é nada. Que custa o CEAP ajudar esse jovem? Afinal, a aprovação de Alexandry engrandece o nome do CEAP. Né não?

Para juntar esse dinheiro, ele tem usado as redes sociais para pedir ajuda, vende bolo na faculdade,  faz bazar e abriu uma campanha no site www.vakinha.com.br . Mas até agora não atingiu o valor necessário.

Este blog entra na campanha “Do Marco Zero para Oxford” pedindo aos amigos e leitores que contribuam de alguma forma para a realização do sonho de Alexandry Donin, que ao retornar da Universidade de Oxford trará na bagagem tanto e rico conhecimento a ser compartilhado e empregado no Amapá – o que, sem dúvida, é bom para todo o Estado.

Acesse o site vakinha.com.br e deixe sua contribuição, participe do bazar (doando qualquer coisa para venda), entre em contato com a família, divulgue para seus amigos e, se puder, tente sensibilizar o governo e  o CEAP.